Notícias | 02.11.11 | 12 Comentários

Brasil ocupa 84ª posição entre 187 países no IDH 2011


Segundo cálculo atualizado, BRASIL melhorou uma posição desde o ano passado.

O relatório do Desenvolvimento Humano 2011, divulgado nesta quarta-feira (2) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), classifica o Brasil na 84ª posição entre 187 países avaliados pelo índice. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil em 2011 é de 0,718 na escala que vai de 0 a 1. O índice é usado como referência da qualidade de vida e desenvolvimento sem se prender apenas em índices econômicos.

O país com mais alto IDH em 2011 é a Noruega, que alcançou a marca de 0,943. Os cinco primeiros colocados do ranking são, pela ordem, Noruega, Austrália, Holanda, Estados Unidos e Nova Zelândia. Segundo o Pnud, o pior IDH entre os países avaliados é o da República Democrática do Congo, com índice 0,286. Os cinco últimos são Chade, Moçambique, Burundi, Níger e República Democrática do Congo.

A metodologia usada pelo Pnud para definir o IDH passou por mudanças desde o relatório divulgado em novembro de 2010. O índice que se baseia em dados como a expectativa de vida, a escolaridade, a expectativa de escolaridade e a renda média mudou a fonte de alguns dos dados usados na comparação. A expectativa é ter os mais recentes dados comparáveis entre os diferentes países.

No ano passado, o Brasil aparecia classificado como o 73º melhor IDH de 169 países, mas, segundo o Pnud, o país estaria em 85º em 2010, se fosse usada a nova metodologia. Desta forma, pode-se dizer que em 2011 o país ganhou uma posição no índice em relação ao ano anterior, ficando em 84º lugar.

idh 2011 (Foto: Editoria de Arte/G1)

Desenvolvimento humano elevado
O Pnud não soube indicar o que motivou a mudança de classificação do Brasil. Mas, analisando os indicadores avaliados – expectativa de vida, anos médios de escolaridade, anos esperados de escolaridade e renda nacional bruta per capita – dois tiveram mudanças: expectativa de vida e renda nacional bruta.

O Brasil aparece entre os países considerados de “Desenvolvimento Humano Elevado”, a segunda melhor categoria do ranking, que tem 47 países com “Desenvolvimento Humano Muito Elevado” (acima de IDH 0,793), além de 47 de “Desenvolvimento Humano Médio” (entre 0,522 e 0,698) e 46 de “Desenvolvimento Humano Baixo” (abaixo de 0,510).

De acordo com os dados usados no relatório, o rendimento anual dos brasileiros é de US$ 10.162, e a expectativa de vida, de 73,5 anos. A escolaridade é de 7,2 anos de estudo, e a expectativa de vida escolar é de 13,8 anos.

O cálculo de IDH alterou neste ano a fonte de informação sobre renda dos países. O dado agora passou a ser alinhado ao Relatório do Banco Mundial. O problema é que o dado dessa fonte é mais antigo (de 2005) do que o usado no relatório IDH de 2010 (que era de 2008). Os números foram ajustados e a comparação possível é que passamos de uma renda nacional bruta per capita de US$ 9.812 , em 2010, para US$ 10.162  em 2011.

No material divulgado pelo Pnud é possível comparar as tendências do IDH de todos os países por índice e por valor total desde 1980. O destaque no caso brasileiro é para a renda, que aumentou 40% no período. No mesmo tempo, a expectativa de vida aumentou em 11 anos; a média de anos de escolaridade aumentou em 4,6 anos, mas o tempo esperado de escolaridade diminuiu.

Novos índices
Além do valor usado tradicionalmente para indicar o desenvolvimento humano de cada país, o relatório deste ano apresenta novos índices: IDH Ajustado à Desigualdade, Índice de Desigualdade de Gênero e Índice de Pobreza Multidimensional.

O IDH ajustado à desigualdade faz um retrato mais real do desenvolvimento do país, ajustando às realidades de cada um deles. Com isso, o IDH tradicional passa a ser visto como um desenvolvimento potencial. Levando a desigualdade em conta, o Brasil perde, em 2011, 27,7% do seu IDH tradicional. O componente renda (dentre renda, expectativa de vida e educação) é que mais influi nesse percentual.

No índice de desigualdade de gênero, o Brasil fica em patamar intermediário quando comparado com os BRICS. O índice brasileiro é de 0,449. Rússia tem 0,338; China, 0,209; África do Sul, 0,490% e Índia, 0,617.

Já o Índice de Pobreza Multidimensional é uma forma nova, mais ampla, de verificar quem vive com dificuldades. No lugar da referência do Banco Mundial, que considera que está abaixo da linha de pobreza quem ganha menos de US$ 1,15 por dia, o novo índice aponta privações em educação, saúde e padrão de vida.

Segundo o Pnud o índice pode não ser tão importante para a situação do Brasil quanto para a de países da África, pois, no Brasil, quem tem renda pode ter o acesso facilitado à qualidade de vida. Em alguns países, porém, esse acesso não depende exclusivamente de recursos financeiros (às vezes, o país tem infraestrutura precária demais, por exemplo).

Essa nova medida é uma forma interessante de avaliar as políticas de transferência de renda e verificar se essas ações realmente estão mudando a vida da população mais necessitada.

12 Comentários

O Brasil precisa de políticos que honre a moral e bons costumes que outrora foram ensinados na disciplina de Educação Moral e Cívica na escola e em nossos lares e hoje excluída da grade escolar. Quem nos ensinará a cantar o Hino Nacional ou Hino a Bandeira ? Precisamos de políticos que usem com amor a Pátria e ao ser humano o dinheiro de impostos. Quando isso acontecer o Brasil sairá de uma posição de IDH vergonhosa e desumana. Posição que no momento explica tanta miséria, abandono político em diversas áreas como educação, saúde e segurança pública.
Nós Brasileiros devemos ficar felizes com a sexta posição na economia mundial, mas não devermos acomodarmos com ela. Esta posição deve ser usada em benefício para a conquista de melhor posição no IDH .

Marivan Estela

13/03/2012

que vergonha…

brasilvergonhoso

12/05/2012

Precisamos urgentemente dar crédito a midia que fala a verdade e não um PIG da vida que quem comanda é Cachueira.
O que a midia elevou o famigerado Projeto SUDAN, pois deve ter levado vantagem pois analistas de fora tratou como que o Brasil adminite tamanha vergonha. O PROER que vergonha.
Agora temos a Industria da Multa de Transito transformando as vias em um caos para que qualquer coisa que fizer seja aceita pela população. Na Lei, lei mesmo não tem uma siquer destas maquininhas de multas instalada corretamente. Não querem baixar os indices de acidentes e sim arrecadar. Ah, ainda – Cachueira é um dos controladores deste mercado, viu.

J.Paulo

14/05/2012

ISSO É UMA VERGONHA PRA UM PAIS QUE TEM TANTAS RIQUEZAS , NÓS BRASILEIROS SOMOS MUITO TOLERANTES ,QUANTO A ESSES POLITICOS LADROES E CORRUPTOS , ELES DITAM E FAZEM O QUE QUEREM ,POIS O UNICO OBJETIVO DELES É SUGAR DINHEIRO PUBLICO EM PROL DE SI MESMOS SEM PENSAR NO POVO , NINGUEM TOCA NO ASSUNTO DE DESENVOLVER A EDUCAÇAO, MELHORAR A SEGURANÇA PUBLICA ,A LEI BRASILEIRA TAMBEM ESTA ULTRAPASSADA , ENQUANTO ISSO A PRESIDENTE DILMA APROVOU UMA LEI PARA TER O DIA NACIONAL DO REGGAE , “PARABÉNS” DILMA É DISSO QUE O BRASIL PRECISA? PQP , NOSSO FRACASSO TAMBEM SE DEVE A POLITICOS IRRESPONSAVEIS , ANALFABETOS QUE MAL SABEM ESCREVER NEM LER,COMO QUE UM PAIS VAI CRESCER DESSE JEITO?
NOS DEVEMOS DAR UM BASTA NISSO GENTE , NAO PODEMOS MAIS TOLERAR ISSO , O POVO UNIDO CONSEGUE QUALQUER COISA, UM ABRAÇO GENTE……….

thiago mcmanaman

16/05/2012

Como pode um país com a 6ª Economia Mundial (acima do Reino Unido) ter uma distribuição de renda tão miserável? Ao invés de investirem em áreas que realmente necessitam de atenção (e também o povo deixar de ser acomodado e tentar mudar algo no país ao invés de ficar sentado no sofá vendo futebol e Big Brother Brasil) é o único caminho para melhorar o nosso País. O País é ótimo, possui muitas riquezas naturais, o problema está no governo e na população.

Henrique S. Mendonça

25/05/2012

O NOSSO PAÍS TEM VÁRIOS MOTIVOS PARA TER UMA NOVA MUDANÇA
”SEM ORDEM NÃO A PROGRESSO”!!!

Bruno

01/06/2012

Políticos e povo juntos na mesma sintonia de alienação e estupidez mental.

Leonardo

13/06/2012

É preciso que o Brasil cresça para um patamar muito elevado, já que, para um país, como o nosso, ser uma grande potência, é necessário avançar na saúde e na educação, principalmente. É inadmissível que um país, no qual está no ranking das dez maiores economias mundiais, apresente IDH mediano. Deve-se, imediatamente, discutir e traçar metas para alavancar o desenvolvimento do Brasil.

Víctor Marcelino

05/08/2012

O Brasil é um país de “faz-de-contas”. Tenho vergonha de ser brasileiro. Até países considerados inexpressívos na América Latina estão à nossa frente no desenvolvimento humano. Quem diz que essa porcaria de “nação” é emergente, se enanam! É uma grande mentira. Aquí se mata mais do que guerras civís, marmanjos de 16 anos já votam, porém, não respondem por seus atos criminosos, são tratados como “bebêzinhos”,o código penal ultrapassado e fajuto que favorece à vagabundos, políticos coruptos saqueiam montantes de dinheiro público enquanto que a população carente vivem à mercê da miséria. Ainda com a cara-de-pau afirmam que estamos no caminho do “desenvolvimento”. Os indicadores mencionados acima mostram a verdadeira face desse país. Dizer que somos a sexta economia do mundo é uma grande hipocrisia!!!!
Portanto, não podemos tapar o sol com a peneira.

Ulisses Azevedo da Silva

18/08/2012

TODA A CAIXA DE PANDORA, O ATUAL BRASIL É FRUTO DO PSEUDO MORALISMO VIVIDO POR NOSSOS ANTEPASSADOS, QUE SÓ APRENDIAM A REZAR , CACAREJAR O HINO NACIONAL, APRENDER QUE SOMOS O MELHOR PAÍS DO MUNDO(QUEM APRENDIA ESTAVA NO CABO DA PICARETA),ATENÇÃO NO FUTEBOL E NA REDE GLOBO, PRA ESQUECER A FOME E A CONCENTRAÇÃO DE RENDA.
SE QUISER CRESCER APRENDIAM APERTAR OS CINTOS E TRAPASSEAR NA CONTABILIDADE, MAIS TARDE REZAVA PRA ISENTAR DOS PECADOS.

APOSTOLO PEREIRA BA

26/08/2012

Esses dados sao manipulados, cada vez que os paises emergentes entram no clube de paises desenvolvidos, se muda a metodología para rebaizar-lhes.

andre

12/11/2012

Voces nao tem que ter vergonha do Brasil a cada dia que passa ele esta melhor ou voces pensam que e facil em um piscar de olhos e o Brasil vai ficar melhor que o E.U.A sendo que os estados unidos é uns 100 anos ou até mais velho do que o Brasil Brasil ja passou varios paises mais velhos que eles em questão de idh e outras coisas se orgulhe de ser brasileiro eu me orgulho

Maicon marinho

17/03/2013

Deixe seu Comentário

Spam Protection by WP-SpamFree